quinta-feira, 29 de maio de 2008

Oportunidade perdida

"Um homem desce de uma estação do metrô. Ele veste jeans, camiseta e boné e carrega uma caixa de violino. De repente, ele abre a caixa, remove o instrumento e começa a tocar com entusiasmo para a multidão que passa na hora do rush. Sua música é divina, mas ninguém se dá ao trabalho de parar para ouvi-lo. Estão todos apressados, às voltas com seus compromissos e preocupações cotidianas. Ninguém tem tempo para ouvir o músico.No entanto, poucos dias antes, as pessoas chegaram a pagar ingressos de até mil dólares para ver aquele artista em um concerto no Symphony Hall de Boston. Seu nome é Joshua Bell e ele é considerado um dos maiores violinistas do mundo. O violino que ele tocava no metrô era um raríssimo Stradivarius, avaliado em mais de três milhões de dólares. A iniciativa de levá-lo incógnito ao metrô foi do jornal, The Washington Post, que pretendia lançar um debate sobre valor, contexto e arte."


O resultado do debate é, no mínimo, instigante. Concorda? Esta pequena experiência feita pelo jornal The Washington Post, nos mostra o quanto estamos apressados e apegado a pequenas coisas. Essas oportunidades podem ser qualquer coisa em nossas vidas, se formos fazer uma analogia, como dar atenção a um relacionamento, negligenciar um talento e não perceber uma verdadeira chance de crescimento. Estamos ocupados demais conosco mesmos. Então, a partir de agora, preste mais atenção a sua volta. Você pode estar perdendo a oportunidade de conhecer coisas maravilhosas na vida.

2 comentários:

Mary West disse...

As coisas andam mesmo tão atribuladas que eskeçemos de observar o mundo ao nosso redor. Uma pena isso, olhar p/ o proprio umbigo nunca valeu a pena.

Mary West disse...

=**