quarta-feira, 14 de maio de 2008

O caminho trilhado por Eike Batista

Um dia, se eu tiver muita paciência, e tempo, vou escrever sobre a vida do Eike Batista aqui. Para quem não sabe, Eike Batista, é o ex-marido da "famosíssima" Luma de Oliveira. Ele, ao longo de muito tempo, teve todos os seus feitos acobertados pela indiscutível beleza de sua esposa. Eike, hoje, é um dos empresários mais polêmicos do nosso país. Alguns o chamam de megalomaníaco e aventureiro, outros, porém, de genial e visionário. Eu, como um grande interessado e admirador, não pude deixar de pesquisar sobre o mesmo. São inúmeros detalhes que não cabem aqui. Mas, para quem quer bastante detalhe, basta comprar a revista, "Negócios", que saiu no início deste mês. Ela traz os feitos e momentos mais importantes vividos por Eike. Assim como, os mais intrigantes.

Peguei o resumo da revista para vocês terem uma idéia da trajetória dele, que segue abaixo:

1969 - Aos 12 anos, vai morar com a família em Frankfurt, na Alemanha, onde seu pai, Eliezer, foi desenvolver a Rio doce Internacional (Antiga Vale do Rio Doce).

1975 - Entra na faculdade de Aachen, na Alemanha, e começa a vender apólices de seguros de porta em porta para reforçar o orçamento de estudante.

1980 - De volta ao Brasil, entra no comércio de ouro, atuando como intermediário de garimpeiros na venda para os grandes centros do país.

1981 - Aos 24 anos, com U$$500 mil obtidos com joalheiros de São Paulo e do Rio, compra uma mina em Alta Floresta, Mato Grosso.

1982 - Transforma a mina de Alta Floresta na primeira lavra de ouro mecanizada do país e monta parceria com a Paranapanema. Seu patrimônio já estava em U$$ 60 milhões.

1985 - Faz parceria com a mineradora canadense Trasury Valley. Numa operação de troca de ativos, torna-se acionista ,ajoritário da companhia e a batiza de TVX.

1991 - Casa-se com a modelo Luma de Oliveira.

1992 - Nasce Thor, seu primeiro filho.

1996 - Nasce Olin, seu segundo filho.

1998 - Com o nome EBX, sua holding, que já atuava em mineração, diversifica suas atividades com projetos no setor de energia.

2001 - A EBX segundo Eike, atinge o valor de USS 1 bilhão.

2004 - Separa-se de Luma.

2006 - Bate o recorde de velocidade da travessia Santos-Rio com sua lancha off-shore Spirit of Brazil. O tempo foi 3h01m47s. Fez, também, uma das mais bem sucedidas operações de IPO na bolsa brasileira. Sua empresa MMX, de mineração, capta R$1,1 bilhão. Ainda neste ano, começou a namorar a modelo Flávia Sampaio.

2007 - Vende parte da MMX à mineradora Alnglo American por U$$5,5 bilhões. Sua holding estréia no setor de Petróleo, com a criação da OGX.

2008 - Entra na Foerbes como o terceiro brasileiro mais rico, com o patrimônio de U$$6,6 bilhões.

Incrível não? Alguns analistas dizem que a fortuna de Eike, avaliada pela Forbes, foi apenas feita em cima de suas empresas com capital aberto. Se fossem avaliar tudo que ele tem, sua fortuna iria para U$$16 bilhões. Tornando-o, assim, o homem mais rico do Brasil e um dos maiores do mundo.

Acho que ainda vamos ouvir, e muito, falar nesse nome. Mas o cara merece os méritos. Não deixem de correr nas bancas e comprar a revista. Tenho certeza que irão gostar.

3 comentários:

Mary West disse...

Admiro qualquer pessoa q consiga de maneira digna crescer em nosso país. Pena q muita gente soh lembre dele como o marido traido.

Lanaa disse...

eeeeeei
aqui taah shoow!!
:)
passa la no meu?
sou nova aqui!
bjão

Carlos Eduardo disse...

é so não se pode esquecer que seu pai, um alto funcionário federal na época da ditadura teve acesso ao mais completo estudo geologico jamais feito no país. Ou seja, e isso é fato corrente, a família Batista com verba publica teve acesso a dados de segurança nacional. Isso explica um pouco desse estrondoso sucesso.