quinta-feira, 24 de abril de 2008

Web é investimento mais lucrativo, diz estudo

Análise mostra que investir em internet é mais lucrativo que aplicar recursos em companhias tradicionais.
O economista sueco Steve Jurvetson apresentou, na conferência sobre investimentos Nordic 2008, uma análise que compara os investimentos em start-ups de web 2.0 com aplicações em projetos considerados mais sólidos, como geração de energia.
Pelas contas de Jurvetson, a internet é um meio muito mais lucrativo. Segundo o economista, faz muito mais sentido aplicar US$ 2 milhões em 100 empresas de internet do que US$ 200 milhões numa companhia de biodiesel, por exemplo.
Jurvetson diz que, na economia tradicional, o retorno do investimento é muito demorado e o volume de investimentos é grande. Já na internet, as perspectivas de retorno são rápidas e proporcionalmente muito maiores ao valor investido.
O economista afirma que o principal desafio é descobrir quais projetos web tem mais chances de serem bem sucedidos, o que na sua opinião não é nada fácil. Para diminuir os riscos, ele sugere aos investidores pulverizar seu capital em várias empresas de web 2.0. A estratégia leva em conta que várias idéias para internet fracassarão, mas um ou dois sucessos compensarão o risco.
Como exemplo, ele citou os casos do Facebook, YouTube e Skype. Criados com poucos recursos, os serviços passaram a valer bilhões de dólares poucos anos após sua estréia. O Skype, por exemplo, foi vendido por seus fundadores por mais de US$ 3 bilhões para o grupo eBay.
Já o Facebook tem valor de mercado acima de US$ 14 bilhões e tornou seu fundador, Mark Zuckerberg, o mais jovem empresário a ocupar a lista de bilionários da revista Forbes.
Por outro lado, investimentos em energia demandam anos até que a primeira turbina comece a girar, lembrou o analista.


Fonte: Info Online

1 comentários:

Mary West disse...

É soh ver os exemplos dos criadores do google. Claro q existem os q naum deram certo, como no caso do Napster lembra? Mas hj em dia tá tudo mais liberal e consequentemente, mas cheio de concorrencia. =**